terça-feira, 28 de julho de 2015

tanta coisa pra te dizer







que é melhor calar.
meu coração
e uma bola de ping
pong

entre ele
a rede
e os lados da mesa

é quem se debate mais

quarta-feira, 22 de julho de 2015

a calma
nos seus olhos

tanto quis
e agora me destrói

domingo, 12 de julho de 2015

um tanto mais livre
quando acho no bolso
meu punhado de chaves

terça-feira, 7 de julho de 2015

sua mente
e a incrível capacidade
de molhar virilhas



da poltrona ela me diz
com olhos que escutam
"tudo está em seu lugar"

eu é que
de mim
falo baixo
pra não incomodar

segunda-feira, 6 de julho de 2015

espera
que não faz bem amar
um corpo
desgovernado
feito o


                     m
                                                e





                                     u

quarta-feira, 1 de julho de 2015

boto o amor no mudo
e ele cresce 
mais ou tanto
que planta de muro